últimas
NOTÍCIAS
Bolsonaro disse para Lula: O seu governo foi o mais corrupto da História
Aliados festejam desempenho de Bolsonaro no JN
Alexandre de Moraes marca encontro com ministro da Defesa
Petrobras anuncia terceira redução da gasolina em um mês
Rosa Weber envia à PGR pedido contra Alexandre de Moraes por prevaricação e ativismo judicial
Saúde

Conselho Regional de Medicina do DF emite nota contra lockdown

 Publicado dia .02/03/2021

Após o governador Ibaneis Rocha (MDB) impor um novo lockdown e suspender as cirurgias eletivas no Distrito Federal (DF) o Conselho Regional de Medicina do DF (CRM-DF) se manifestou contra as medidas nesta segunda-feira (01.03.2021).

“O CRM-DF é contra o lockdown como medida para controle da transmissão do Sars-CoV-2. Tal medida já se mostrou ineficaz, atentatória contra direitos fundamentais da Carta Magna e condenada até mesmo pela própria Organização Mundial de Saúde”, declararam os médicos.

“Nas palavras do Dr. David Nabarro: “O lockdown não salva vidas e faz os pobres muito mais pobres.” O Amazonas, Estado com o maior índice de isolamento social do Brasil, apresentou o maior número de internações e mortes por COVID-19.”

O Conselho afirmou ainda que as medidas de isolamento da população podem trazer consequências ruins em diversos âmbitos, não só em relação à contaminação pelo vírus chinês.

“A restrição ainda maior de liberdade causa o aumento da incidência de transtornos mentais, o uso e abuso de álcool e/ou outras drogas, agravamento das demais doenças crônicas, além de prejuízo irremediável à economia, provocando desemprego, fome, violência e por conseguinte, mais caos à saúde.”

De acordo com os médicos, medidas de educação sobre as medidas individuais de higiene, vacinação e distanciamento, que já vinham sendo tomadas nos estabelecimentos comerciais do território administrativo, já seriam suficientes para o controle da Covid-19 no Distrito Federal.

A nota do Conselho Regional de Medicina vem na esteira de diversas medidas ditatoriais de governadores e prefeitos em todo o país que, mais uma vez, querem implantar restrições às liberdades individuais de seus cidadãos.

LEIA A NOTA NA ÍNTEGRA


Compartilhe:


Qual sua Reação:

-- Publicidade --


infolango recargas

-- Fim da Publicidade --

Topo

  PREVISÃO DO TEMPO


  PREVISÃO COMPLETA  
    Parler   Facebook   Pinterest   Twitter   Youtube   WhatsApp
   Logo-MW
  VISUALIZAÇÕES
128933